Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 7 de março de 2016

Aluno de academia em shopping passa mal e morre a caminho do posto de saúde

Ele tinha histórico de problemas no coração

  • Foi feita reanimação cardiorrespiratória, mas a vítima não resistiu (Foto: Via WhatsApp)
  • Homem de 44 anos morreu na manhã desta quinta-feira (11), na academia localizada no Shopping Norte Sul Plaza, na Avenida Ernesto Geisel, Jardim Jóquei Club. Ele teve uma parada cardiorrespiratória, foi socorrido pela brigada do shopping, bombeiros e enfermeiros, mas não resistiu e morreu a caminho do Posto de Saúde.
    Segundo informações do Corpo de Bombeiros, equipe foi acionada às 8h20, após o aluno da academia sofrer a parada cardiorrespiratória. De acordo com instrutores da academia, o homem de 44 anos havia feito alongamento e aquecimento e quando foi fazer exercício de musculação, já no primeiro aparelho, sofreu a parada.
    A informação passada pelos bombeiros é de que o homem era obeso e tinha histórico de problemas cardíacos. Por conta desses problemas de saúde, há aproximadamente 10 meses ele havia começado a fazer exercícios físicos. O pai da vítima foi até a academia e acabou precisando ser socorrido também pois passou mal.
    O aluno foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que fez manobras de reanimação cardiorrespiratória, mas ele acabou morrendo a caminho do CRS (Centro Regional de Saúde) Guanandy. O pai foi levado para a Santa Casa de Campo Grande pelos bombeiros e passa por atendimento médico.
    Por volta das 11 horas, o corpo do homem foi liberado para a funerária e será levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). Um amigo da família que esteve no CRS Guanandy reforçou que a vítima sofria de problemas cardíacos e acredita que a causa da morte foi natural. Médicos e enfermeiros responsáveis não deram declarações sobre o caso à imprensa.
    Os nomes do pai e filho não foram divulgados. O caso deve ser registrado na delegacia de área como morte a esclarecer, para que seja investigado.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário