Barra de vídeo

Loading...

domingo, 1 de maio de 2016

Guilherme de Pádua terá que pagar 500 salários mínimos a Glória Perez

Autora de novela e Raul Gazolla ganharam processo contra ator

Reprodução / TV GloboReprodução / TV Globo

Glória Perez finalmente recebeu uma decisão favorável na Justiça envolvendo o caso do assassinato de sua filha, Daniella Perez, em 1992. De acordo com o jornal "O Dia", Guilherme de Pádua e Paula Thomaz terão que indenizar a autora de novelas e Raul Gazolla, viúvo da atriz, no valor de 500 salários mínimos cada (o equivalente a R$ 480 mil cada). O processo, que foi aberto em 1999, foi cumprido nesta sexta-feira (29).

A ação foi julgada pela 7ª Câmara Cível do TJ/RJ, sob a relatoria do desembargador Paulo Gustavo Horta, que após averiguar o processo deu ganho de causa para Glória e Raul. Além da indenização por danos morais, Pádua e Paula deveriam arcar com o pagamento das despesas do sepultamento e funeral, no valor de cinco salários mínimos, além das custas processuais e honorários dos advogados. 
A decisão foi publicada no Diário Oficial em maio de 2002, mas até outubro do mesmo ano nenhuma das partes havia recebido o valor, uma vez que nenhum dos réus possuíam bens a penhorar. O processo seguiu até 2005, quando Paula Thomaz entrou com uma ação de autoinsolvência alegando não possuir patrimônio para saldar a dívida. Ainda de acordo com a publicação, todos os débitos de Paula incidirão correção monetária.

Relembre o caso

Em 1992, Guilherme de Pádua viveu um par romântico com Daniella Perez na novela "De Corpo e Alma", escrita por Glória Perez. A atriz, à época com 22 anos, foi estrangulada e teve o corpo desfigurado por dezoito golpes de tesoura horas depois de abandonar as gravações no Projac. Pádua confessou o crime e foi condenado a dezenove anos de cadeia. Ao deixar a prisão em 1999, Pádua converteu-se à Igreja Batista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário