Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 1 de março de 2016

Suspeito de abusar de duas garotas, 'Maníaco do Morenão' é liberado da cadeia

Foto: Repórter Top

Crimes foram considerados de 'menor potencial ofensivo' e o autor deve aguardar julgamento em liberdade


Lindomar dos Reis Gomes, de 32 anos, que já está conhecido como o 'maníaco do Terminal Morenão' foi preso na tarde desta segunda-feira (29), mas foi liberado no mesmo dia por ser considerado de 'menor potencial ofensivo'. Ele é suspeito de abusar de duas garotas em menos de uma semana.

O homem foi detido após puxar a blusa de uma adolescente de 15 anos e ainda mostrar os órgãos genitais. Gomes também foi reconhecido por uma outra vítima, a estudante de administração Ingrid Matzembacher, 21, que chegou a gravar um vídeo relatando o crime e publicar na sua rede social.

O vídeo publicado pela estudante ganhou grande repercussão. Segundo Ingrid, Lindomar passou a xingá-la e a perseguiu com o zíper do calção aberto após ela negar dinheiro para o mesmo. Outras pessoas que passam com frequencia pelo terminal também confirmam que o andarilho sempre causa transtornos no local.

Após agredir a adolescente, ele foi encaminhado para a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente), mas segundo a delegada Daniella Kades de Oliveira, ele foi solto pelo fato de sua atitude ser considerada menor potencial ofensivo, que é um conceito jurídico concebido para designar os crimes de menor relevância.

A última vítima conta que estava com um amiga quando Lindomar chegou e pediu dinheiro. "Tinha acabado de comprar três salgados e ofereci um. Ele não quis e começou a gritar. Começou a xingar e puxou a minha blusa. Apareceu o meu seio. Corri para dentro de um ônibus que estava estacionado. Ele também entrou e ninguém fazia nada. Comecei a chorar. Ele continuava correndo atrás e falando um monte de bobeira. Ele até abaixou as calças e cuspiu no meu rosto", conta.

Durante o desespero, a adolescente ligou para o padrasto Alexandro Antonio da Silva, 38, e para a mãe, Elisangela Terezinha dos Santos, 38. Eles pediram para a filha voltar ao Terminal Morenão e acionaram a polícia.

Projeto de Lei

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) idealizou um projeto de lei de institui diversas ações para coibir o abuso sexual de mulheres no transporte coletivo. Pelo projeto, as concessionárias deveriam fixar no interior dos veículos cartazes com o texto “abuso sexual no ônibus é crime e a mulher que tiver o seu corpo tocado por desconhecidos deve denunciar”. A iniciativa, no entanto, foi derrubada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), por vício de constitucionalidade, e arquivado pela Assembleia Legislativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário