Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 16 de maio de 2016

UPA LEBLON REGISTRA MAIS UM CASO DE AGRESSÃO A FUNCIONÁRIO



Viviane Oliveira

O funcionário foi agredido dentro da UPA Leblon após confusão durante exame de sangue. (Foto: arquivo/Fernando Antunes) O funcionário foi agredido dentro da UPA Leblon após confusão durante exame de sangue. (Foto: arquivo/Fernando Antunes)
Funcionário de 34 anos da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Leblon foi agredido a chutes e socos após confusão durante exame de sangue, por volta das 23h40 de ontem (16), em Campo Grande. Os suspeitos de agredir o servidor público foram identificados como Alexandre Brizola Alves, 32 anos, e Márcia Dionísio dos Reis, 31 anos.
De acordo com boletim de ocorrência, o técnico de enfermagem contou que foi fazer a coleta de sangue na filha de Márcia, quando a mulher informou que era profissional de saúde e por isso queria que ela mesma realizasse a coleta na filha.
O funcionário explicou que de acordo com normas internas, somente funcionários plantonistas podem realizar o procedimento. Márcia ficou irrita, mas mesmo assim o exame foi realizado e em seguida a mãe foi embora com a filha.
Depois de um tempo, Márcia retornou ao local junto com o esposo, Alexandre, que passou a agredir com chutes e socos o funcionário. Ele queria que o funcionário pedisse desculpas a mulher e se quisesse podia chamar a polícia.
Antes de ir embora, Alexandre ainda ameaçou o funcionário da UPA dizendo que voltaria no final do plantão para para pegá-lo e finalizar o serviço. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário