Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 16 de maio de 2016

MS ganha seu Sérgio Moro e operações prometem ‘pegar pesado’ no Estado

Anote esse nome: Monique Marchioli Leite

Anote esse nome: Monique Marchioli Leite. Juíza federal em Mato Grosso do Sul, ela já começa a ganhar o apelido que promete assustar os políticos regionais: Sérgio Moro pantaneiro. Foi da caneta dela que saiu a prisão preventiva de oito dos 15 presos na segunda fase da Operação Lama Asfáltica. O endurecimento – mais do que legal e institucional – da magistrada já deixa a classe política sul-mato-grossense desesperada.

Segundo passo
A nossa Moro pode acabar com a farra regional, usando parte das mesmas armas do juiz paranaense: prisões preventivas e delações premiadas. Com as três filhas presas, por exemplo, João Amorim pode resolver falar, e ruir de vez com sistema corrupto instalado em Mato Grosso do Sul.

Alma lavada
Monique Leite lavou a alma do sul-mato-grossense, que esperava há tempos uma atitude prática – um recado mesmo – da Lama Asfáltica. Na primeira fase do processo, há dez meses, quase tudo foi por água abaixo com a decisão do juiz Dalton Igor Kita Conrado, de não prender os envolvidos. Agora, a opinião pública está cada dia mais do lado dos trabalhos da Polícia Federal e Ministério Público Federal.

Uma palavra     
Delação. Essa é a palavra que coloca terror em grande parte dos políticos regionais. A começar pelo grupo de André Puccinelli. O ex-governador é visto hoje como um gigante derrubado pelas operações, mas ainda não morto. O que pode mudar com supostas delações premiadas...

Missão
O lançamento oficial da Caravana da Saúde, principal ação tucana em Campo Grande, contou com a presença do prefeito Acides Bernal. Porém, a missão de deputados e cerimonial era uma só: tampar Bernal das fotos oficiais. Em diversos momentos, até a primeira-dama Fátima Azambuja chegou a se colocar, de maneira discreta, à frente de Bernal para escondê-lo de fotos oficiais do Estado.

Missão dois
Em outro momento, durante o lançamento de um programa destinado a proteção das mulheres, o cerimonial distribuiu para todos os presentes - menos Bernal - a propaganda do governo. À frente e posicionado ao lado do governador, sobrou para o cerimonial chamar às pressas o deputado Beto Pereira para ficar em frente ao prefeito. Como a estatura do deputado baixa diante de Bernal, sobrou a cabeça do prefeito na foto. 

Pensando na frente
O deputado Maurício Picarelli, em conversa com aliado, gostou da estrutura montada para a Caravana da Saúde. Porém, disparou a promessa: 'quando for presidente da ALMS vou fazer um maior'.

Polêmica na rede
A emotiva carta da filha de Delcídio do Amaral, falando da cassação do pai e das perseguições sofridas pela família, pode ser apenas uma estratégia. Em Brasília, não se fala em outra coisa: o texto foi redigido pelo assessor de imprensa do ex-senador, com objetivo de sensibilizar a opinião pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário