Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Facebook entrega: jovem matou a avó e saiu para comer sushi horas depois

Revoltados, internautas encheram a postagem com comentários indignados

Leandro Abreu
Jovem postou na rede social que estava em um restaurante japonês horas após ter matado a avó. (Foto: Facebook/Reprodução)Jovem postou na rede social que estava em um restaurante japonês horas após ter matado a avó. (Foto: Facebook/Reprodução)
Horas depois de ter matado a própria avó e escondido o corpo dela, Weikmam Agnaldo de Mattos Andrade da Silva, 21, foi comer sushi e ainda compartilhou o momento na rede social Facebook. O crime ocorreu na madrugada de sexta-feira (13) e, naquela noite, ele fez check-in no restaurante. Revoltados, muitos internautas acessaram a página pessoal do suspeito e lotaram a publicação com comentários indignados.

Segundo consta, o jovem asfixiou Madalena Mariano de Matos Silva, 59, e bateu a cabeça dela no chão até a morte. Em seguida, ele tentou limpar o local do crime e levou o corpo da vítima para uma estrada vicinal próxima do bairro Itamaracá.
O motivo do crime seria uma dívida de R$ 3,7 mil que o jovem possui. Ele tinha a ideia de vender os pertences da avó para arrecadar esse dinheiro.
Alguns dos comentários no Facebook do autor indagavam “como você pode fazer isso com a própria vó!”. Outro internauta também se mostrou indignado com o crime cometido pelo neto. “Como que pode, foi criado pela avó e faz uma atrocidade dessa”.
Estranhando o sumiço de Madalena, uma sobrinha foi até a delegacia ontem para registrar um boletim de ocorrência por desaparecimento desde sexta-feira. Ela explicou que a vítima não ficava fora de casa por muito tempo sem avisar, além de não dirigir o carro sozinha.
O jovem foi criado desde criança pela avó e morava com ela atualmente. Os vizinhos dizem não ter muito contato com Weikmam, mas desconfiavam de algumas ações do jovem. “Nunca conversei com ele, mas parecia mexer com coisa errada. Todos falam que ele usava droga”, comentou o bombista Gelson da Cunha, 45, vizinho da vítima.
O autor deve responder pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário